H o n e s t a    M e n t e

  Honesta Mente

Brazilian programmer, I live in Champaign, IL. I write what I feel like writing, whenever I have a need to write.

Friday, August 23, 2002



A dream in Rio

I was listenining to that great song by James Taylor, a dream in Rio, and some verses really made me homesick...

"...
It's only a dream in rio
Nothing could be as sweet as it seems
...
You can close your eyes
You can trust the people in paradise
...
Oh, what a night!
Worderful! One in a million!
Frozen fire Brazillians...
...
I'll tell you
It's more than a dream in Rio
I was there on the very day that my heart came back alive
There was more
More than the singing voices
More than the upturn faces
More than the shining eyes
But it's more than the shining eyes
More than the singing breeze
More than the hidden hills
More than the concrete Christ
More than the distant land
More than the shining sea
More like another time
Born of a million years"

It's amazing how sometimes we take for granted some of the best things around us and value what is not deserving. Memories are also tricky, they only show the good things, but the truth remains, in our hearts and minds, and we never forget the best places for us.

Rio was the best place in the world to spend my childhood. Who knows, it might be a good place to spend some of the next few years, if this living adventure in the US doesn't pan out as well as I hope.

Seriously, lately I have been unhappy with my situation here. It's like everything is telling me to go back. If winning is beating the obstacles life throws at you, I'm sure I'm getting my share...

I will win. I will go through. In a few years, I hope I will look back at these years as the tough ones. I am resolved, but my resolve has taken some serious hits, mostly by the realization of what I lost coming here, which might have been more than I was willing to lose. If at one point I decide I'm tired, it's good to know I can com back.

I miss you, Brazil. I miss thinking in portuguese. English is a limited language, but I've chosen it to write this note, because writing this in portuguese would probably be too painful...

Maybe I should just go to sleep... and maybe I'll dream of Rio...

More than the shining eyes...


by Mau on 8/23/2002 10:21:00 PM | #
What's on your mind?


Tuesday, August 20, 2002



Sem muitas novidades

Nada de novo, somente trabalhando muito. Passei a ser colaborador da Magnet assim como o sou da Macmania. Acabo de responder uma série de perguntas sobre digital watermarking. Falo meio superficialmente sobre o tema, mas como minha tese de mestrado foi sobre esse assunto, meu superficial é relativamente profundo.

Minha compania tá fazendo grana, o que é bom. Temos a possibilidade de pegar um contrato de desenvolver software, o que é ainda melhor. Isso pode ser a decolagem geral, vamos ver.

Pessoalmente, em termos de vida social, bem... saudades do Brasil. Tenho muitos amigos aqui, saí na sexta com um pessoal legal, bebi um pouco demais, mas não é a mesma coisa....

Well, that's it. Talvez eu tenha mais novidades em breve...


by Mau on 8/20/2002 08:25:00 AM | #
What's on your mind?





Drops of Jupiter by Incubus

Now that she's back in the atmosphere
With drops of Jupiter in her hair, hey, hey
She acts like summer and walks like rain
Reminds me that there's time to change, hey, hey
Since the return from her stay on the moon
She listens like spring and she talks like June, hey, hey

Tell me did you sail across the sun
Did you make it to the Milky Way to see the lights all faded
And that heaven is overrated

Tell me, did you fall for a shooting star
One without a permanent scar
And did you miss me while you were looking at yourself out there

Now that she's back from that soul vacation
Tracing her way through the constellation, hey, hey
She checks out Mozart while she does tae-bo
Reminds me that there's time to grow, hey, hey

Now that she's back in the atmosphere
I'm afraid that she might think of me as plain ol' Jane
Told a story about a man who is too afraid to fly so he never did land

Tell me did the wind sweep you off your feet
Did you finally get the chance to dance along the light of day
And head back to the Milky Way
And tell me, did Venus blow your mind
Was it everything you wanted to find
And did you miss me while you were looking for yourself out there

Can you imagine no love, pride, deep-fried chicken
Your best friend always sticking up for you even when I know you're wrong
Can you imagine no first dance, freeze dried romance five-hour phone conversation
The best soy latte that you ever had . . . and me

Tell me did the wind sweep you off your feet
Did you finally get the chance to dance along the light of day
And head back toward the Milky Way


by Mau on 8/20/2002 08:18:00 AM | #
What's on your mind?


Tuesday, August 13, 2002



Hilário!

E o portuga se danou....


Namorada furiosa recusa maior buquê de flores do mundo!


by Mau on 8/13/2002 04:49:00 PM | #
What's on your mind?


Wednesday, August 07, 2002



Montanha Russa

Sempre detestei montanha russa. Desde pequeno, tenho dores de barriga, náuseas, nunca me dei bem com montanha russa.

Aí assisti um filme chamado "Parenthood", com o Steve Martin. É uma maratona de clichês e coisas familiares, mas eu tenho a impressão de que alguns clichês foram inventados nesse filme. O filme é bom, o desempenho do Steve Martin é excelente, mas o melhor do filme, disparado, na minha humilde opinião, é uma cena em especial.

Steve Martin é o pai, e a família faz coisas que famílias fazem, loucuras e sanidades. A um determinado momento, o pai está vindo de um dia daqueles e finalmente encontra a "vovó", que é a avó do pai, bisavó dos filhos. Ela tem mais de 90 anos e passa a maior parte do filme fingindo ser insana, mas nessa cena, quando ele chega esbaforido e desorientado, ela tem um diálogo com a mulher do Steve Martin em que diz algo mais ou menos assim:

"Sempre adorei montanha-russa. Aquele medo que dá quando tudo está subindo, porque não estamos bem certo de que vai tudo se manter subindo ou se haverá uma queda, e se houver a queda, será uma queda mesmo ou será que iremos pro lado? Às vezes subimos mais... Aquele frio na barriga na descida, só dá pra aproveitar se deixarmos de nos preocupar com controlar tudo em volta e aproveitarmos as sensações da queda. Porque afinal, sabemos que vamos terminar no mesmo lugar em que começamos e tudo o que guardamos é o que se passa na viagem. É, adoro montanha-russa..."

Bem, essa analogia de montanha-russa com vida real às vezes passa despercebida, e certamente passa despercebida ao personagem do Steve Martin. Até o momento em que, quando está filmando a peça de teatro da escola do filho, o pandemônio total acontece, com direito a gente gritando, crianças brigando e até a destruição do cenário. Nesse instante, a câmera se posiciona no lugar do Steve Martin e o que ele veria, tudo escurece um pouco e visões de trilhos e ruídos de montanha-russa. Aí, vê-se que ele para, olha para cada membro da família e de pai rabugento e gritante, passa a sorrir sem se mover, e começa a filmar tudo. Aproveitando o momento. Com todas as loucuras que o momento traz.

Sei lá, descobri que desde que vi esse filme, perdi meu medo de desconforto em montanhas-russas. Hoje já entro com mais coragem, apesar de saber que vou encarar sensações desagradáveis, basicamente porque as sensações agradáveis são maiores. Mantendo a analogia, noto que na minha vida hoje tomo mais riscos, sabendo que há possibilidade de as coisas não darem certo, mas confio na minha integridade, no meu caráter e na integridade e caráter das pessoas com quem escolho dividir meus momentos, sejam profissionais ou pessoais, e às vezes, fecho os olhos e pulo na escuridão.

Porque afinal, sabemos que vamos terminar no mesmo lugar em que começamos e tudo o que guardamos é o que se passa na viagem. Então que a viagem valha o preço do bilhete.

Abraços,
Mau


by Mau on 8/07/2002 09:26:00 AM | #
What's on your mind?


Friday, August 02, 2002



Tou de carro novo!!!!!

Comprei um MAZDA Protegé anteontem à noite!!!!

Tou dirigindo o bicho direto. É uma via crucis pra resolver o problema de financiar isso ou aquilo, mas depois de tudo resolvido, que delícia estar num carro novo sem os problemas do antigo, e por um preço que se não é perfeito, pelo menos foi financiado sem juros, o que me permitiu pegar um carro muito mais valioso do que eu poderia pagar em outra situação. Very cool.

Agora vou nessa que quero dirigir meu carro novo, hehehe... quando der, coloco umas fotos por aqui...


by Mau on 8/02/2002 03:51:00 PM | #
What's on your mind?


  Older Truth


Powered by Blogger

  Other Minds

Biquini Cavadão
Cabeça de Bacalhau
Encucada
Rainer
Telescópica
Cultura da Pizza
Clarabóia
Os Cravos de Jó
Universo Z
Webdomadário
Pedro No Mínimo
Dear Raed
Joi Ito
William Gibson
Woz
E mais nada...

  Photos

Click here to see my Fotolog. A picture a day keeps the doctor away.

  More about me

  Now playing, in iTunes: