H o n e s t a    M e n t e

  Honesta Mente

Brazilian programmer, I live in Champaign, IL. I write what I feel like writing, whenever I have a need to write.

Monday, July 28, 2003

Data importante


Hoje acabei de descobrir que dia 25 de Maio é uma data importante para mim. Explico...

Nunca me esqueci da primeira vez que fui ver o Flamengo no Maracanã. Já gostava de futebol desde pequenininho, sempre fui rubro-negro, mas nunca tinha ido ao Maracanã. Nesse dia, fui com meu pai e acho que outras pessoas. Como eu tinha pouco mais de 7 anos de idade, as memórias são meio turvas. Mas lembro que meu pai estava lá, lembro que foi um jogão, lembro que era Flamengo e Coritiba e o Flamengo ganhou de 4 a 3. Lembro do placar especialmente porque foi uma virada atrás da outra. Coritiba fez um, Flamengo fez dois, Coritiba fez dois e o Mengão fez mais dois. Lembro que Adílio e Zico jogaram uma enormidade. Só não lembrava a data.

Até que hoje vi o site do Zico. O galinho tinha um caderninho onde anotava a data e o resultado de cada jogo. Aí foi fácil, foi só ir lá e procurar pelo Coritiba, encontrar o 4x3 no Maracanã em 80. E o dia era 25 de Maio. Meu aniversário de Maracanã, agora e sempre.


by Mau on 7/28/2003 08:13:00 PM | #
What's on your mind?


Thursday, July 24, 2003

Defesa contra SPAM


A melhor defesa é o ataque, já dizia meu professor de judô, quanto eu tinha aí uns 8 ou 10 anos de idade. Às vezes, porém, a melhor defesa é não precisar de defesa.

Isso é uma máxima do Sun Tzu, na Arte da Guerra, que se aplica a praticamente tudo. Se há alguma maneira de redefinir a situação que apresenta um problema de forma que o problema não se aplique a você, você está defendido.

Como fazer isso com spam? Bem, spam necessita que você forneça o seu e-mail em algum momento. Bem, primeiro vamos definir a situação que causa o problema:

Em alguns sites, você sabe que se você der o seu e-mail, tudo que eles vão fazer é vender seu e-mail pra algum spammer. Mas você quer o produto mesmo assim. E agora?

Basta redefinir a situação. Invente um e-mail qualquer! Mas aí, como você vai receber a senha que o site, só de pirraça, manda pra esse e-mail que você fornece?

Redefina a situação novamente. Mande pra um e-mail inventado, desde que seja no Mailinator.

Volta e meia dou de cara com um programa que eu gostaria de ter escrito. Esses são os programas REALMENTE sensacionais. O sistema do Mailinator é um desses. Eta idéiazinha sensacional, essa...


by Mau on 7/24/2003 06:02:00 PM | #
What's on your mind?



Jornalismo em Bagdad


Minha irmã casou-se alguns anos atrás. O marido dela, gente boa, tem um monte de irmãos. Um deles é fotógrafo, e dos bons. Está estudando jornalismo em Berkeley. E acaba de desembarcar em Bagdad junto com dois outros estudantes pra fazer uma série de artigos e fotos sobre o Iraque pós-ainda-em-guerra.

Por que estou contando isso tudo aqui? Porque eles têem um blog, e escrevem muito bem. Muito melhor que a grande maioria dos blogs.

O interessante é ler os comentários e ver que a grande maioria é de gente daqui que conhece os caras e que está desejando uma boa viagem, no momento. Mas há um grande potencial para discussões de altíssimo nível. E isso vai acontecer em breve, tenho certeza.



by Mau on 7/24/2003 08:29:00 AM | #
What's on your mind?



Pipi em pé


Isso é uma das coisas que nós homens tínhamos como nossa. Tínhamos, porque já tem até guia na Internet ensinando mulheres a fazer pipi em pé.

Pelo menos acho que mantemos a originalidade de escrever o nosso nome na areia com pipi, mas acho que se bobear, vai ser uma questão de tempo até elas descobrirem como fazer isso...


by Mau on 7/24/2003 08:14:00 AM | #
What's on your mind?


Tuesday, July 22, 2003

Esses americanos são uns neuróticos! (toc, toc, toc)


Americano é um povo louco. Até hoje eu não tinha prova cabal disso.

Mas aí, dei de cara com essa mulher maluca, que pra promover vegetarianismo, mudou o nome dela para GoVeg.com.

toc, toc, toc....


by Mau on 7/22/2003 05:07:00 PM | #
What's on your mind?



Movable Type


Hoje terminei de instalar o Movable Type e criei um blog novo pra minha compania. O HyperSol Daily é um canto onde eu e meu sócio Sunny escreveremos artigos pouco pessoais, falando sobre programação, as dificuldades de se gerenciar uma empresa e o que mais der vontade. É em inglês, depois não digam que não avisei.

Fiquei é puto da vida de não ter conhecido o MovableType antes. Se eu soubesse, tinha feito uns lances muito legais por aqui. Oh, well... não dá pra ganhar sempre. Vou ver depois se consigo importar os artigos antigos pro movable type e as templates. Se der, você não precisará de browser pra ver meu site, poderá usar um leitor de RSS, como o NetNewsWire pra Mac.


by Mau on 7/22/2003 04:38:00 PM | #
What's on your mind?


Sunday, July 20, 2003

O Rebelde


Hoje fou falar de uma das coisas mais interessantes que descobri por causa da minha viagem pra NY, ainda que de forma torta. Conheci gente por lá que era tipo amigo-do-amigo, e e-mail vem, e-mail vai, me indicaram um site pra ver novidades de New York. Fui lá e pintou um link pra um artigo sobre o Rebelde Hassídico, de quem eu quero falar. Pra termos de história da Internet, essa até que não foi muito longa, né? Bem, indo ao Rebelde...

Imagine que você faz parte de uma comunidade fechada a sete chaves. Uma comunidade que não somente não se abre, mas dá pedrada e arruina quem abre um pouco dos costumes. Assim são os Hasidim (ou chassídicos, de qualquer maneira o ruído inicial da palavra é como se fosse o duplo rr de cachorro). Mas você não faz parte desse grupo, então qualquer imaginação é meio dependente da sua própria experiência.

É, mas o Hasidic Rebel faz parte. Ele é um chassídico de Nova Iorque que escreve sobre a vida dos hasidim, e é mais um dos que, como Salam Pax do dearraed, desafia o mundo à sua volta ao divulgar coisas que de outra forma seriam mantidas no escuro. Vale demais a leitura.

PS: Hasidim são os judeus ortodoxos, aqueles que se vestem de preto, usam chapéu e têm cabelos e barbas compridos.

PS: São 3 da manhã. Trabalhei até agora há pouco, ia dormir mas soube que o Ricardo colocou coisa nova no Internet Azul, então fui ler antes de dormir. Vou dormir gargalhando...


by Mau on 7/20/2003 03:12:00 AM | #
What's on your mind?


Friday, July 18, 2003

Tio Jack pra todo lado


Uma amiga muito querida que mora no Rio é enteada de uma atriz famosa, que conhece Jack Nicholson. Ela o chamava de Tio Jack, e desde quando ouvi isso, passei a acreditar na teoria dos seis graus de separação. Sem querer entrar em detalhes, basicamente essa teoria diz que todas as pessoas do planeta estão relacionadas a qualquer uma pessoa no planeta por no máximo seis graus de separação. Eu conheço a sobrinha do Tio Jack: um grau de separação. Ela conhece o Tio Jack: dois grau de separação.

E como Jack Nicholson está em todos os lugares, eu conheço todo mundo...


by Mau on 7/18/2003 04:53:00 PM | #
What's on your mind?


Thursday, July 17, 2003

Calculando....


800.000 pessoas na passeata GAY de São Paulo. Estranho... A que conclusões podemos chegar, de acordo com um e-mail que anda circulando por aí?

1º. Sabe-se que a população da capital é de cerca de 20.000.000 (Vinte milhões) de pessoas;

2º. - Destes, 55 % são mulheres ( 11.000.000 );

3º. - 17 % são de idosos sem aptidões sexuais ( 3.400.000 ); (Nota: acho isso meio barra... idoso não significa sem aptidão sexual. Mas vá lá...)

4º - 23 % estão na faixa etária de até 12 anos, sem portanto prática ou preferência sexual (4.600.000)

5º. - 1 % da população é de pessoas sem qualquer contato com a sociedade e vivem internadas em hospitais, manicômios, etc. (200.000)

6º.- Restam portanto apenas 800.015 pessoas, e o número de participantes da PASSEATA GAY de São Paulo é de 800.000;

Conclusão ilógica - Tirando uns 15 paulistas que são meus amigos, todo paulista é VIADO.

Falta do que fazer, né? É...


by Mau on 7/17/2003 11:46:00 AM | #
What's on your mind?



Calculando....


800.000 pessoas na passeata gay de São Paulo. A que conclusões podemos chegar, de acordo com um e-mail que anda circulando por aí?

1º. Sabe-se que a população da capital é de cerca de 20.000.000 (Vinte milhões) de pessoas;

2º. - Destes, 55 % são mulheres ( 11.000.000 );

3º. - 17 % são de idosos sem aptidões sexuais ( 3.400.000 ); (Nota: acho isso meio barra... idoso não significa sem aptidão sexual. Mas vá lá...)

4º - 23 % estão na faixa etária de até 12 anos, sem portanto prática ou preferência sexual (4.600.000)

5º. - 1 % da população é de pessoas sem qualquer contato com a sociedade e vivem internadas em hospitais, manicômios, etc. (200.000)

6º.- Restam portanto apenas 800.015 pessoas, e o número de participantes da PASSEATA GAY de São Paulo é de 800.000;

Conclusão ilógica - Tirando uns 15 paulistas que são meus amigos, todo paulista é VIADO.

Falta do que fazer, né? É...

É claro que tem erros de cálculo pra todo lado e que isso é gozação. É engraçado... Engraçado também é o lapso Freudiano de quem escreveu. Ora, se ser gay ou viado é tão chocante, pra que colocar em maiúsculas? Pra chocar mais? Ou seria um desejo enrustido...?


by Mau on 7/17/2003 11:42:00 AM | #
What's on your mind?



Eu quero!!!!!!!!!!


Eu quero um G5 da Apple!!!!


by Mau on 7/17/2003 11:35:00 AM | #
What's on your mind?



Que comam baguetes!


Tenho plena certeza hoje que, com raríssimas exceções, os franceses são todos uns neuróticos (toc, toc, toc...). E totalmente malucos, também. Primeiro foi a Maria Antonieta, depois Napoleão. Agora, sou obrigado a ler que na França tem neo-nazista se aliando a grupos extremistas judaicos. Tudo por ódio aos árabes.

Isso é tão errado, em tantos níveis diferentes, que nem tenho como comentar.


by Mau on 7/17/2003 10:36:00 AM | #
What's on your mind?


Wednesday, July 16, 2003

Lembra...


... de quando seus pais diziam pra não olhar diretamente para o Sol? Agora já dá pra vê-lo bem de perto!


by Mau on 7/16/2003 12:18:00 PM | #
What's on your mind?



Presto


Pouquíssimas outras obras no mundo são tão estonteantes e tão perfeitas como o movimento Presto do Verão das 4 estações, de Vivaldi. Bem executado, então, é de deixar qualquer um extasiado. A primavera, logo após, ficou famosa no Brasil como comercial de TV, mas também é muito bonita. Sem a energia do verão, é mais branda.

Eu prefiro o verão, com sua velocidade e agitação, sem a placidez e ouso dizer mesmice da primavera.

Não, não estou falando só de música...


by Mau on 7/16/2003 11:47:00 AM | #
What's on your mind?


Tuesday, July 15, 2003

Inglês de porre dá nisso...


Nisso que dá inglês de porre:

Two charged after human catapult death


by Mau on 7/15/2003 12:20:00 PM | #
What's on your mind?



Bush


Acabo de ver o Bush na TV, dizendo: "The inteligence I get is darn good inteligence" que eu traduzo livremente como "as informações que recebo são danadas de boas!"

Será que só eu percebo ironia nisso?


by Mau on 7/15/2003 08:26:00 AM | #
What's on your mind?


Monday, July 14, 2003

Novidade?


Qual vai ser a próxima novidade que virá dar na praia na qualidade rara de sereia?

Primeiro eram as .coms, depois foram as .busts, depois foi pornografia, depois foi wireless, depois foi spam, e em algum momento teve Java, XML, Jini e um monte de outras drogas.

O que querem os grandes?

A Microsoft quer que seja .Net e C#. Eu uso, no trabalho. É bem legal, mas ainda não está pronto.

A Sun quer que seja J2EE. Eu conheço Java e já usei muito. É bem legal, mas não ficou pronto nunca.

A Apple quer que seja música digital. Eu tenho iTunes e já comprei música online. É bem legal, mas outras alternativas são tão interessantes quanto, e isso não é revolução, é aplicar tecnologia pré-existente. iChat AV é o bicho, mas NetMeeting já faz isso há um tempão.

Onde quero chegar?

Não acho que há nenhuma super-novidade aparente chegando. As novidades dessa fase da revolução da informação vai estar em novos usos de antigas tecnologias. Muita gente diz que blogs são a nova onda. Ora, tenham dó, qualquer um que viu a Web no princípio (1991-95) só via blogs. E agora neguinho tá falando de wikis, e de como eles permitem que várias pessoas bloguem junto. Pois é o mesmo que os BBS de antigamente. Ou seja, novos usos pra tecnologias antigas, mas ainda criando revoluções no fluxo de idéias e informações.

A revolução está apenas começando.

Já é possível fazer uma vídeo-conferência com um wiki rolando ao mesmo tempo e permitindo que alguém participe de uma reunião mesmo estando no outro lado do planeta. O custo já é relativamente aceitável e essas reuniões ocorrem a todo momento. Dez anos atrás seria impossível, não por falta de técnica, mas pelo custo. É razoável pensar então que, num futuro não muito distante, só vai ao trabalho quem realmente não puder ou quiser fazê-lo de casa.

Vivo pensando nesse componente da idéia de telecommuting, o componente social. É importante conversar com pessoas no trabalho, fazer networking, conexões, até amizades profissionais. Isso só é problema quando você tem um bando de ineptos à sua volta, ou gente que realmente te incomoda. Mais e mais, programadores querem fazer como Sandra Bullock em The Net e não querem nem sair de casa a não ser que seja absolutamente necessário. Não há um total suicídio social, porque a ilusão da rede é de que é social.

Mas não é. Nada substitui um olhar, um toque. E por isso acho que revolução de idéias e informação é inevitável, mas isso não nos fará mais felizes ou mesmo mais espertos. Só nos fará mais paranóicos e neuróticos, e se não tomarmos cuidado, isolados do mundo real.

E essa é minha previsão, que vem junto com um conselho, que se eu garantisse sucesso venderia. Se você tem passado muito tempo online, vá encontrar gente. Passeie por um lugar cheio de gente. Só pra se lembrar que o mundo é enorme lá fora.

Ah, e se você ainda tem tempo antes de sair da Internet, lembre-se que hoje tem Blogn'Roll!


by Mau on 7/14/2003 04:29:00 PM | #
What's on your mind?


Sunday, July 13, 2003

Os Simpsons e o Brasil


Um tempo atrás, os Simpsons fizeram um episódio sobre o Brasil. Falavam um monte de coisas que não eram mentira, e um monte que era, brincando com os estereótipos, como sempre fizeram. Era engraçado pacas.

Por causa dos estereótipos, um ministério de turismo da vida resolveu que ia processar o seriado por difamação. Um bando de idiotas que não sabem entender uma piada e prefarem levar a sério uma gozação. Primeiro, porque os Simpsons sempre sacaneiam estereótipos. Segundo porque era piada, oras. Passamos por um país de mal humorados, o completo oposto do que o Brasil é. Entre as coisas que o ministério reclamava, foi o episódio dizer que o Rio era violento, motoristas de táxi cobravam mais se não fossem licenciados, havia um monte de sequestros e o dinheiro cor-de-rosa era gay. Hmmm... desde a última vez que fui ao Brasil, todo mundo que conheço no Rio reclama que a violência está aumentando, um motorista de táxi cobrou o equivalente a 20 dólares de um amigo meu pra levá-lo do aeroporto a Copacabana, que normalmente custa uns 10 reais, um amigo meu em São Paulo foi sequestrado e roubado e o dinheiro cor-de-rosa continua gay, só que vale menos.

Hoje está passando um episódio novo dos Simpsons. Bart resolve convencer o palhaço Krusty a competir numa eleição. O Krusty diz que não pode porque tem problemas com órgãos governamentais, o imposto de renda e o departamento de imigração. Bart pergunta: "Por que a imigração?" Krusty responde que é por causa do seu macaco, e o aponta.

Ele diz que o macaco é brasileiro, primo de um head monkey (macacão ou chefão, é um duplo-sentido) no ministério do turismo no Brasil.

Achei engraçado e tal e coisa, mas ao mesmo tempo achei meio triste... Uma pena que seja essa a impressão que nosso governo deixa no resto do mundo.


by Mau on 7/13/2003 10:07:00 PM | #
What's on your mind?



Hung Chow!!!!


Hung Chow calls in to work and says, "Hey,boss I not come work today,
I  feel really sick. I got headache, stomach ache and my legs hurt. I not
come work."

The boss says,"You know Hung Chow, I really need you today. When I feel
like this I go to my wife and tell her give me sex. That makes everything
better and I go work. You try that."

Two hours later Hung Chow calls again:"Boss, I do what you say and I
feel great. I be at work soon. You got nice house."


by Mau on 7/13/2003 01:12:00 PM | #
What's on your mind?



Fim de semana pós-break


Nada melhor do que um break na rotina ou até umas férias.

Nada pior que o primeiro fim de semana depois de um break, cheio de trabalho acumulado.

Nada como pensar no próximo break, durante o trabalho de fim de semana.


by Mau on 7/13/2003 01:07:00 PM | #
What's on your mind?


Saturday, July 12, 2003

Rahomon e Ghost Dog


A indicação do Heinar, editor da Macmania, foi de assistir Rashomon do Kurosawa o mais rápido possível. Levei a sério porque o Heinar tem um gosto excelente pra filmes, o que em Maurício-land significa um gosto parecido com o meu, eclético, procurando arte e achando alta qualidade em lugares obscuros. Ah, e ele gosta de anime e Kurosawa, o que imediatamente o eleva no meu conceito.

Lembro-me da primeira vez que vi um filme do Kurosawa, "Sonhos". Vi no cinema. Saí sem entender direito o que tinha visto, mas abismado com a beleza estética da coisa toda. Acostumado que estava a cinema americano apenas, aquilo foi uma porrada pra me colocar nos eixos. Desde então, três filmes do Kurosawa estão na minha lista de dez melhores filmes que já vi: "Sonhos", "Os Sete Samurais" e "Rapsódia em Agosto". Rashomon foi o bicho, muito legal, e uma aula de cinema. Cada ângulo mais bonito que o outro. Toshiro Mifune, como sempre, um ator muito acima do resto, me parece de certa forma um James Dean do cinema japonês. Sempre rebelde, sempre inquieto, sempre ativo, sempre perfeito.

Depois vi Ghost Dog, the Way of the Samurai, do Jim Jarmush. A primeira vez que fui ver esse filme, no cinema, achei que estava indo ver um filme porcaria só por causa do Forrest Whitaker, que sempre achei um dos atores mais subestimados em Hollywood. E saí do cinema extasiado. Como tinha acabado de assistir a Rashomon, notei algo que eu não tinha notado no cinema, um dos livros mencionados em Ghost Dog é Rashomon, o livro que deu origem ao filme. Esse filme do Jarmush tem muita citação técnica ao Kurosawa e meio que parece uma homenagem. De repente me toco que não posso falar nada do filme sem estragar o prazer que é assistir, então sugiro que vejam, dever de casa mesmo.

O filme é mais lento que o típico filme de Hollywood, já vou avisando, e de propósito. Vale muito a pena. Vejam e me contem o que acharam.



by Mau on 7/12/2003 07:11:00 PM | #
What's on your mind?


Friday, July 11, 2003

Brega e Chique (Doméstica)


Há muito que queria colocar essa letra aqui e sempre me esquecia. Hoje tomei vergonha na cara e tou colocando. Ô, letra boa!


Brega e Chique (Doméstica)

Foi trabalhar recomendada pra dois gringos
Logo assim que chegou do interior
Era um casal tipo metido a granfino
Mas o salário era tipo um horror
A tal da madame tinha a mania esquisitona de bater
E baixava a porrada quando a coisa tava errada não queria nem saber

Doméstica...Ela era doméstica
Sem carteira assinada, só caía em cilada
Era empregada doméstica

Nunca notou a quantidade de gilete
Não reparou a mesa espelhada no salão
Não perguntou o que que era um papelote
Baixou "os home" ela entrou no camburão
Na delegacia sua patroa americana ameaçou:
"Lembra que eu sou uma milionária, Eu fungava de gripada. Não seja otária por favor."

Doméstica...Traficante disfarçada de doméstica
Era manchete nos jornais
O casal lhe deu pra trás, sujando brabo pra doméstica

No presídio aprendeu com as companheiras
A se dar bem e a descolar como ninguém
Ficou famosa no ambiente carcerário
Como a mulata que nasceu pra ser alguém

Pois não é que a doméstica
Conseguiu uma prisão doméstica
Saiu por bom comportamento, mas jurou nesse momento
Vingar a raça das domésticas

Então alguém lhe aconselhou logo de cara
"Dá um passeio, vê se arranja um barão"
Porque melhor que o interior de uma cela é ter turista e faturar no calçadão
Até que um dia, um Mercedinho prateado buzinou
Era um louro alemão que lhe abriu a porta do carro e lhe pagou um boquetão

Doméstica...virou uma baronesa doméstica
Mesmo com as taras do barão, segurou a situação levando uma vida doméstica

Realizada em sua mansão em Stutgard
Ouvindo Mozart e Beethoven de montão
Com um pivete mulatinho pela casa que era herdeiro de olho azul como o barão

Precisou de uma babá, botou um anúncio bilíngüe no jornal
Seu mordomo abriu a porta, uma loira meio brega, uma yankee de quintal

Doméstica...era a americana de doméstica
A nêga deu uma gargalhada, disse:
"Agora tô vingada, tu vai ser minha doméstica"


by Mau on 7/11/2003 12:35:00 PM | #
What's on your mind?



Ping Pong Matrix!!!!


Isso aqui é uma das performances mais sensacionais que já vi!

O vídeo às vezes vem meio esquisito, mas vale a pena tentar de novo.


by Mau on 7/11/2003 10:13:00 AM | #
What's on your mind?


Thursday, July 10, 2003

Brasil das Placas


Dica sensacional do Rafael. Um livro sobre o Brasil, visto pelas placas malucas. Gozação, ingenuidade, tudibom conserté 6real eu e meus irmões.

Brasil das Placas


by Mau on 7/10/2003 06:16:00 PM | #
What's on your mind?


Wednesday, July 09, 2003

These Weapons of Mass Destruction cannot be displayed


The weapons you are looking for are currently unavailable. The country might be experiencing technical difficulties, or you may need to adjust your weapons inspectors mandate.


by Mau on 7/09/2003 05:00:00 PM | #
What's on your mind?



Muita coisa pra falar


Nem sei por onde começar...

A viagem pra NY foi ótima, voltei com o maior pique e até pintou trabalho que vai pagar essa viagem e, se rolar, a próxima, antes do fim do mês. Vou lá encontrar mais gente, ver mais coisas, enfim, aproveitar bastante de novo, se tudo correr bem.

Foi muito legal reencontrar o Paulo G., amigo meu desde pequeno, gênio matemático e boa gente toda vida, que eu não via há uns 10 anos. Está no PhD de matemática da NYU, quase acabando, vai voltar pro Brasil e dar aula na UFRJ, sortudo esse povo que vai estudar com ele. Casou, tá com uma cara e um jeitão feliz. Bom, muito bom. Pena que só pudéssemos conversar por pouco tempo, porque o vi quase indo embora. Oh, well, agora vamos mandar os e-mails back and forth, com certeza.

Estarei colocando minhas fotos no Fotolog aos poucos, uma por dia. Hoje vou começar a série de 3 fotos que chamei de Word on the Street (WOTS), de fotos que tirei que mostram palavras na rua que de uma maneira ou de outra chamaram a minha atenção. A primeira merece uma história de introdução.

Eu estava entrando no metrô. Como sempre, usava meu metrocard, que em si merece uma entrada no blog, escrevo mais tarde sobre isso. Mas enfim, passei o cartão e entrei. Fui andando pra esperar o trem. Depois de uns 5 minutos, me toquei de que estava no lado errado da estação. Saí, pra entrar do outro lado, só pra perceber que havia uma passagem sem precisar sair. Me senti uma besta quando fui passar meu cartão e, claro, não passava, já que eu tinha acabado de usar. Lá vou eu de novo pro outro lado da estação, pra entrada em frente à moça que vende o cartão, pra pedir pra ela me deixar passar.

Tudo bem que isso era num domingo de um fim de semana de feriado. Tudo bem que estava um sol lindo e a mulher estava dentro do metrô trabalhando, mas a atitude dela foi inaceitável, raivosa, quase gritando comigo quando pedi por favor pra me deixar passar, porque o cartão não estava funcionando. Fiquei possesso, mas como eu tinha que ficar por ali por pelo menos mais 10 minutos até o cartão voltar a ser aceito, fiquei olhando a mulher trabalhar, e ela foi uma das duas pessoas que mencionei que só de lembrar me dão ânsia de vômito. Como pode alguém ser tão desagradável e impaciente num trabalho que lida com o público, como o dela? Obviamente, essa mulher estava com raiva do mundo. Passou o meu trem, e 2 minutos e meio depois, meu cartão voltou a funcionar. Entrei e fui embora pra esperar mais uns 20 minutos pelo próximo trem. Mas não entrei sem antes tirar a primeira foto WOTS, que chamei de Rage.


by Mau on 7/09/2003 02:21:00 PM | #
What's on your mind?



Beatles - Get Back


Jojo was a man who thought he was a loner
But he knew it wouldn't last.
Jojo left his home in Tucson, Arizona
For some California grass.

Get back, get back.
Get back to where you once belonged
Get back, get back.
Get back to where you once belonged.
Get back Jojo. Go home

Sweet Loretta Martin thought she was a woman
But she was another man
All the girls around her say she's got it coming
But she gets it while she can

Get back, get back.
Get back to where you once belonged
Get back, get back.
Get back to where you once belonged.
Get back Loretta. Go home

Get back, get back.
Get back to where you once belonged
Get back, get back.
Get back to where you once belonged.
Get back Loretta
Your mother's waiting for you
Wearing her high-heel shoes
And her low-neck sweater
Get on home Loretta
Get back, get back.
Get back to where you once belonged.


by Mau on 7/09/2003 11:23:00 AM | #
What's on your mind?


Tuesday, July 08, 2003

Balanço rápido do feriado


- 4 dias bem aproveitados
- 3 noites mal dormidas
- Mais de 40 fotos
- 10 horas de downtown Manhattan até dentro do meu quarto ontem à noite, graças ao atraso da Delta
- 2 bolhas do tamanho de uvas (das grandes) embaixo de cada pé
- 523 e-mails não lidos, dos quais 306 são spam
- 4 mensagens não lidas no meu voice-mail
- 12 pessoas que encontrei e que, de imediato, me fazem querer abraçar o mundo
- 2 pessoas que encontrei e que, de imediato, me dão ânsia de vômito
- 1428 milhas no meu programa de milhagem
- 1 peça na Broadway
- 1 show no Central Park
- Mais de 10 garrafas de água
- 4 epifanias e mudanças de paradigma, uma delas provocada por uma reação correta, mas irracional a um estímulo surreal, mas ilusório
- Muita vontade, mas muita mesmo, de ir morar em NY.
- Muitas outras coisas que não dá pra quantificar


by Mau on 7/08/2003 09:29:00 AM | #
What's on your mind?


Thursday, July 03, 2003

Pelado, pelado, nú com a mão no bolso!


Olha só que loucura!

Pronto, agora só depois do feriado.


by Mau on 7/03/2003 07:12:00 PM | #
What's on your mind?



4th of July


Êta povinho patriota...

Digam o que quizerem dos americanos, eles amam a terra deles. E defendem o país deles mesmo quando uma sumidade morônica é o chefão e só faz caquinha. Discordam do presidente, mas defendem o país.

Provas disso estão em todo lado, desde o foguetório que começou já, apesar de o dia da independência ser amanhã, até coisas simples, como o adesivo de um carro que flagrei semana passada e coloquei no fotolog ontem. God Bless New York City - PD, FD, EMS Heroes, homanegeando a Polícia, Bombeiros e serviços de paramédicos, depois do 9/11.

Isso seria legal de ter no Brasil, mas tudo no Brasil que demonstra querer conformidade com regras e padrões, qualquer que sejam, é imediatamente tachado de reacionário, atrasado. Nem todos os valores do passado são ruins, pessoal.

Amanhã é 4 de Julho, dia da independência americana. Pra mim, isso é ótimo, não porque adoro esse país, mas porque nesse ano caiu numa sexta! Fim de semana prolongado, woohooooo! Viajo amanhã de manhã, tirei a segunda de folga, só volto na segunda à noite, vou aproveitar. O que provavelmente significa que não vou escrever até a volta. Oh, well, vivam sem mim um pouco... ma non troppo, tou de volta na terça e há a possibilidade de eu encontrar uma conexão por onde eu passar, quem sabe?


by Mau on 7/03/2003 06:39:00 PM | #
What's on your mind?


Tuesday, July 01, 2003

Software Social


Existe um campo de engenharia de software que é onde comunicação e software se encontram, e esse ponto é Social Software Development. É um campo que envolve programas que permitem comunicações entre pessoas, preferivelmente comunicação em massa. O legal mesmo é quando há comunicação em massa dos dois lados, ou seja, um monte de gente conversando com um monte de gente. Só que aí entra-se nos mesmos problemas de interação social que existem offline. E aí é quando a coisa fica incrivelmente interessante.

Esse artigo do Clay Shirky, um ultra especialista em interações sociais e Internet, é sensacional. Começa com algumas frases de efeito, porque é a transcrição de um discurso, mas de repente você se pega, se reconhece em situações que você reagiu de uma certa maneira e não sabia porquê. E ele explica. MUITO legal.

Comecei a falar disso pra entrar no assunto que realmente eu queria falar, que é mais pessoal. Tive um comentário, do meu tio (sim, ele é meu tio mesmo), que começa com algo que já ouvi de várias pessoas: "Vai Trabalhar Vagabundo. Nao perca tempo em escrever sem motivo ou finalidade a nao ser que tenhas o objetivo de vir a ser um escritor." Bem, depois ele entra numa de fazer piadinhas, o que é típico, mas sei que isso que quotei é o que ele quiz realmente dizer. Nossa família é assim, tough love. E mais uma vez tive certeza que vou continuar escrevendo nesse blog por muuuuito tempo.

Tudo que fiz na minha vida que deu certo tinha alguém discordando. Tudo que fiz que tinha concordância geral, de alguma forma não deu certo pra mim como eu achava. É minha reação nata à unanimidade, minha vontade de não seguir o mesmo sentido do grupo em geral, minha rebeldia nata ou minha natureza de pensar fora do caminho "normal", take your pick. De certa forma, quando ouço alguém discordando, sei que atingi um ponto interessante.

Quando tive essa manifestação pública dele dizendo que não acha isso a coisa certa foi que tive certeza que não estava escrevendo isso pra ser escritor, pra manter contato com amigos, pra fazer propaganda da minha compania, pra criar comunidade, pra manter um diário como o American Journal e nem pra satisfazer o meu ego, embora tudo isso seja consequência. Estou escrevendo isso porque eu quero escrever. E isso, pra mim, é razão suficiente.

Não acho que esteja perdendo tempo. Perco mais tempo quando trabalho em algo que não é importante pra mim, em algo que só serve pra um objetivo imediato. Sim, trabalhar pra pagar as contas é importante, contas têm que ser pagas, mas não é pra isso que eu vivo. Não quero chegar a um momento qualquer da minha vida e olhar pra trás e achar que não estava seguindo aquilo que eu achava certo, e por isso vou continuar.

O irônico dessa história toda é que o primeiro conselho que esse mesmo tio me deu como adulto, em um momento em que eu estava em dúvida profissional, foi de seguir aquilo que eu achava correto, seguir o meu taco, que o resto acontece. E agora, pra continuar no mesmo curso e continuar seguindo o meu próprio nariz, vou ter que respeitavelmente discordar dele. Não é perda de tempo, mesmo se nada disso for jamais publicado em papel. A Internet é uma publicação em si, e numa época em que o New York Times publica histórias inventadas e Salam Pax faz um blog que é mais verdadeiro que tudo quanto é rede de notícias juntas, eu prefiro ter um blog do que uma coluna num jornal, ainda mais quando meu tema principal é honestidade.

E agora é hora de colocar The Good, The Bad and The Ugly no DVD, porque tenho um projeto pra terminar, e nada como Clint Eastwood atirando pra manter a gente acordado e concentrado...


by Mau on 7/01/2003 10:52:00 PM | #
What's on your mind?



Abreviações que não se usa mais (I)


:plokta: /plok't*/ /v./ [acronym: Press Lots Of Keys To Abort]

To press random keys in an attempt to get some response
from the system. One might plokta when the abort procedure for a
program is not known, or when trying to figure out if the system is
just sluggish or really hung. Plokta can also be used while trying
to figure out any unknown key sequence for a particular operation.
Someone going into `plokta mode' usually places both hands flat
on the keyboard and mashes them down, hoping for some useful
response.


by Mau on 7/01/2003 05:07:00 PM | #
What's on your mind?



Blogn'Roll


Jean Boechat, o Jampa, é amigo da época do Rio-V, o paulista mais carioca que existe e escritor da Telescópica. Juntou-se com mais um pessoal e acaba de lançar o Blogn'Roll, um programa de TV sobre blogs e música, que passa no canal 8 da TVA em São Paulo e pode ser visto online até quinta.

Pra quem está começando a entender blogs, é interessante por causa dos convidados.

Pra quem tem blog, é fundamental assistir a entrevista com a Daniele Abade, do Mundo Perfeito. Ela fala sobre como sindicalizou o blog pro Terra e de como conseguiu publicar livros e mais devido ao seu blog. BEM legal.


by Mau on 7/01/2003 03:02:00 PM | #
What's on your mind?


  Older Truth


Powered by Blogger

  Other Minds

Biquini Cavadão
Cabeça de Bacalhau
Encucada
Rainer
Telescópica
Cultura da Pizza
Clarabóia
Os Cravos de Jó
Universo Z
Webdomadário
Pedro No Mínimo
Dear Raed
Joi Ito
William Gibson
Woz
E mais nada...

  Photos

Click here to see my Fotolog. A picture a day keeps the doctor away.

  More about me

  Now playing, in iTunes: