H o n e s t a    M e n t e

  Honesta Mente

Brazilian programmer, I live in Champaign, IL. I write what I feel like writing, whenever I have a need to write.

Friday, October 31, 2003

Como enganar o mundo e fazer com que todos citem o seu texto:


Assine como Luiz Fernando Veríssimo. É simples assim.

Recebi hoje um e-mail de uma amiga, passando adiante um texto com uma premissa interessante, a comparação satírica entre drogas e música brasileira recente, tipo Chitãozinho e Xororó. Pessoalmente, não gosto de música brega, É o Tchan, coisas do tipo. Resolvi ler, até porque se intitulava: "Depoimento de um viciado - Luiz Fernando Veríssimo"

Sou fã do Luiz Fernando de carteirinha, tenho edições de livros antigos e apesar de discordar das posições políticas dele, acredito que sou capaz de reconhecer o estilo. Não acho que esse texto tenha sido escrito por ele, embora não possa afirmar categoricamente. Explico...

Primeiro, o texto é preconceituoso e elitista, o que não é comum da parte do autor. Segundo, veio por e-mail. Não costumo receber textos por e-mail que citem a fonte corretamente, isso por si era suspeito. Por último, resolvi procurar no Google. Só blogs mencionam o texto. Nenhuma fonte séria, só gente mencionando o texto que "receberam por e-mail". Ah, minto. Tinha um jornalista do Recife reclamando de outro texto do Veríssimo e um outro jornalista fazendo uma crítica ponto-a-ponto do texto, estupefato que o premiado autor tivesse escrito um texto tão preconceituoso. Esse último parecia promissor, até que li de novo o topo e vi que o so-called jornalista recebeu o texto por e-mail e nem procurou a fonte. Jornalista brasileiro, pfit!

É óbvio que o texto não é do Veríssimo, como evidenciado no texto em si: "Meu cérebro estava travado, não pensava em mais nada." O Veríssimo tem um vocabulário um pouco maior. Diria que o cérebro estava "travadão", no mínimo.

Mas o ponto mesmo é que alguém, que não o Veríssimo, escreveu isso e achou engraçado, mandou pra alguém que passou pra alguém e em algum ponto meteram o nome do Veríssimo no meio. É a beleza da Internet. Se o Veríssimo pegasse esse texto, modificasse uma ou outra coisa e publicasse, podia até fazer uma graninha...

Bem, é isso. Se você resolver mandar esse texto adiante por e-mail, pra desmentir o outro, diga que quem escreveu foi o Paulo Coelho. Aposto que assim, muito mais gente passará o e-mail adiante...


by Mau on 10/31/2003 11:12:00 AM | #
What's on your mind?


Thursday, October 30, 2003

Bang, bang, bang!!!!


Isso é hilário!

http://adorablebunnies.com/bangbangbang.swf


by Mau on 10/30/2003 04:29:00 PM | #
What's on your mind?


Tuesday, October 28, 2003

Alguém tem que pagar o preço...


...da guerra no Iraque. Então, dá nisso...

Olha só o que está no eBay: uma Base Aérea Subterrânea!


É claro que é gozação, mas é da boa, hehehe...


by Mau on 10/28/2003 06:01:00 PM | #
What's on your mind?


Friday, October 24, 2003

Monte de coisas


Lá vai uma série de comentários, sem nenhuma razão ou tema:

- Comecei a escrever, de novo. Não só em blog.

- Vou com a minha mãe pra South Beach.
(Só quem conhece a fama de South Beach entende porque essa frase é tão estranha)

- Marlins estão ganhando a World Series de 3x2. Mais um e são World Champions....

- Ainda acho que tinham que jogar contra o campeão japonês, que nem fizeram com a Little League, mas deixa pra lá.

- Gelatto é bom demais.

- Vou pro Rio em Dezembro.

- Futebol Americano é MUITO legal.

- BBC é excelente.

- Políticos são uma praga, em qualquer lugar do mundo.

- Religião é uma praga, em qualquer lugar do mundo.

- Vou pra NY de novo em 2 semanas.

- Até hoje não me sinto bem escrevendo Nova Iorque ou New York wuando escrevo em português. fica só NY, e fique-se estabelecido assim.

- Sou Flamengo até morrer.

- Recebo a TechTV de novo. Screensavers rock!

- Ontem tinha um cara na TV que se autodenomina "Blue Bunny" porque sai pela rua vestido com fantasias transparentes de coelho azul. Tem doido pra tudo.

- Paradoxo total: Hamas, a organização terrorista que só faz explodir gente inocente em Israel, é a única organização que mantém escolas e hospitais na palestina. Depois neguinho pergunta porque é que o Arafat não assina logo um acordo. Na cabeça deles, uma vida palestina vale mais que uma vida israelense.

- Não tou dizendo que Israel também não faz nada. Quando descobri que Israel não era completa e totalmente inocente nessa merda toda foi que meu mundo caiu pela primeira vez. Mas que é claro e óbvio que Israel é o lado que está querendo acabar com isso tudo, sempre disposto a negociar, isso é inegável. Então vem a pergunta: quando todo mundo briga, quem tem razão?

- A resposta é 42.

Bom fim-de-semana!


by Mau on 10/24/2003 03:56:00 PM | #
What's on your mind?


Thursday, October 16, 2003

This is one of the reasons why we'll miss the Man in Black


A Boy Named Sue -- Johnny Cash

My daddy left home when I was three
And he didn't leave much to Ma and me
Just this old guitar and an empty bottle of booze.
Now, I don't blame him cause he run and hid
But the meanest thing that he ever did
Was before he left, he went and named me 'Sue.'


Well, he must o' thought that is was quite a joke
And it got a lot of laughs from a' lots of folk,
It seems I had to fight my whole life through.
Some gal would giggle and I'd get red
And some guy'd laugh and I'd bust his head,
I tell ya, life ain't easy for a boy named 'Sue.'

Well, I grew up quick and I grew up mean,
My fist got hard and my wits got keen,
I'd roam from town to town to hide my shame.
But I made me a vow to the moon and stars
That I'd search the honky-tonks and bars
And kill that man that give me that awful name.

Well, it was Gatlinburg in mid-July
And I just hit town and my throat was dry,
I thought I'd stop and have myself a brew.
At an old saloon on a street of mud,
There at a table, dealing stud,
Sat the dirty, mangy fuck that named me 'Sue.'

Well, I knew that snake was my own sweet dad
From a worn-out picture that my mother'd had,
And I knew that scar on his cheek and his evil eye.
He was big and bent and gray and old,
And I looked at him and my blood ran cold
And I said:
"My name is 'Sue!' how do you do! Now you gonna die!"

Well, I hit him hard right between the eyes
And he went down but, to my surprise,
He come up with a knife and cut off a piece of my ear.
But I busted a chair right across his teeth
And we crashed through the wall and into the street
Kicking and a' gouging in the mud and the blood and the beer.

I tell ya, I've fought tougher men
But I really can't remember when,
He kicked like a mule and he bit like a crocodile.
I heard him laugh and then I heard him cuss,
He went for his gun and I pulled mine first,
He stood there lookin' at me and I saw him smile.

And he said: "Son, this world is rough
And if a man's gonna make it, he's gotta be tough
And I know I wouldn't be there to help ya along.
So I give ya that name and I said good-bye
I knew you'd have to get tough or die
And it's that name that helped to make you strong."

He said: 'Now you just fought one hell of a fight
And I know you hate me, and you got the right
To kill me now, and I wouldn't blame you if you do.
But ya ought to thank me, before I die,
For the gravel in ya guts and the spit in ya eye
Cause I'm the son-of-a-bitch that named you 'Sue'.'

I got all choked up and I threw down my gun
And I called him my pa, and he called me his son,
And I come away with a different point of view.
And I think about him, now and then,
Every time I try and every time I win,
And if I ever have a son, I think I'm gonna name him....

Bill!
Or George!
Anything but Sue!
I still hate that name!


by Mau on 10/16/2003 10:23:00 AM | #
What's on your mind?


Wednesday, October 15, 2003

Coisa de homem...


No Brasil, falamos que futebol é coisa de homem. Por isso, ninguém tá nem aí pras copas do mundo femininas, que são bem grandes aqui nos EUA. É engraçado ver que aqui, futebol é coisa de mulher. Coisa de homem são o futebol americano, o hockey e o baseball. Eu gosto pacas do futebol americano, mas mesmo depois de aprender as regras, não gosto de baseball.

Baseball, mesmo assim, tem uma regra interessantíssima, relativa à grande jogada do esporte, o home run. Simplificando a regra bastante, se a bola for longe o suficiente pra cair na platéia, é o mesmo que ter saído do estádio, é um home run, e todo mundo do time que está atacando faz ponto. Mas se estiver indo pra platéia e um jogador da defesa pular alto o suficiente pra pegar a bola, o time que está defendendo marca ponto e não é home run. Não é bem isso, mas serve pro que vou escrever.

Pois bem, ontem, depois de muitos e muitos anos, o time de Chicago, Chicago Cubs, conseguiu a chance ir pra final do campeonato. Estou falando de uns 80 anos. Estavam jogando contra o time da Florida, os Marlins. Num momento bem avançado no jogo, aconteceu a situação que eu mencionei acima, com os Cubs na defesa.

Ou seja, um cara que torcia pros Cubs acabou metendo a mão e pegando a bola antes dela ser pega pelo jogador da defesa, e depois o time fez uma sequência de erros fenomenal. Efetivamente, o torcedor que foi pegar a bola e pegou, ferrou com as chances do time dele ir pra final.

O engraçado é que não demorou muito e apareceu uma foto da coisa com o nome e endereço do coitado na Internet. Metade da população quer matar o cara, a outra metade está com pena, entendendo que, pombas, a bola vem na sua direção, você vai pegar...

A foto está aqui: http://www.thesmokinggun.com/archive/cubfan1.html.

O que acho interessante é ver a coisa de homem, nessa foto. A coisa de homem é ir pegar da bola. Dá só uma olhada na cara de medo da bola das duas mulheres que aparecem na foto... É hilário....

Sim, também é irônico que coisa de homem num campo de baseball é ir pegar a bola... Talvez por isso eu não goste do esporte.


by Mau on 10/15/2003 04:52:00 PM | #
What's on your mind?


Monday, October 13, 2003

Ok, ok, ok...


Então faz um tempo que não escrevo. Não tenho tido tempo pra nada, por isso a falta de textos, mas isso mudará, em breve.

In the meantime...

Which Fantasy / Sci-Fi character are you?

Eu sou o Kirk!!! Beam me up, Scotty!
"An impassioned commander with more respect for individuals than for authority, you have a no-holds-barred approach to life and its obstacles.

I don't believe in the no-win scenario.
"

Which Fantasy/SciFi Character Are You?



by Mau on 10/13/2003 04:49:00 PM | #
What's on your mind?


  Older Truth


Powered by Blogger

  Other Minds

Biquini Cavadão
Cabeça de Bacalhau
Encucada
Rainer
Telescópica
Cultura da Pizza
Clarabóia
Os Cravos de Jó
Universo Z
Webdomadário
Pedro No Mínimo
Dear Raed
Joi Ito
William Gibson
Woz
E mais nada...

  Photos

Click here to see my Fotolog. A picture a day keeps the doctor away.

  More about me

  Now playing, in iTunes: